10 passos para começar a fazer ioga sozinha em casa

10 passos para começar a fazer ioga sozinha em casa

Ioga acalma o corpo e a mente, por isso é muito efetiva para lidar com a ansiedade. (Foto: iStock)

Se você quer começar a fazer ioga sozinha em casa, saiba que é muito mais simples do que parece! Não desista só porque viu vídeos de pessoas fazendo posições que parecem impossíveis de serem executados, porque o avanço depende da insistência e, principalmente, de prática.

Uma das principais vantagens de começar a praticar ioga é que você pode adaptar qualquer espaço da sua casa em qualquer hora do dia, além disso, é ótimo para desacelerar e aliviar as tensões do dia a dia. Para te animar, separamos 10 passos para começar a praticar ioga sozinha em casa.

1 – Principais cuidados  

O ideal que é o novo praticante busque orientação de profissional especializado, como em qualquer atividade psicofísica. Seja dentro de um estúdio de ioga, ou através de aulas online, você deve estar ciente de certos cuidados e protocolos durante sua prática (posturas, respiração, torções, alongamentos). O principal deles é o de “Ahimsa” (não violência), de modo que não vá além dos seus limites.

2 – Lugar ideal da casa 

Você pode até pensar que o lugar mais confortável da casa é o ideal, certo? Mas nem sempre é assim, o indicado é escolher um cômodo que seja silencioso e longe de distrações e da circulação de pessoas, pois todos esse fatores ajudam a manter a concentração.

3 – Aqueça o corpo 

É preciso aquecer o corpo antes de qualquer atividade física. No caso do ioga existe, na própria prática, as posturas preliminares para aquecimento do corpo, bem como um tipo de pranayama específico (respiração), que tem exatamente essa finalidade (chamada de Pranayama Ujjay ou respiração vitoriosa). 

4 – Fique em jejum

O indicado é que você não coma nada três horas antes de começar a prática de ioga. Mas qual é a explicação? É simples! Alguns ásanas pedem que você faça dobras abdominais para frente ou para trás e, consequentemente, isso faz uma pressão sobre os órgãos que pode empurrar a comida para cima, causando desconforto e enjoos. Portanto, a recomendação histórica é de realizar a prática de ioga em jejum, de modo a obter todos os benefícios. 

5 – Materiais necessários 

A prática tradicional de ioga é feita sob o “mat”, o tapetinho como é conhecido, mas se não tiver, use o tapete de casa mesmo. O importante é ter o apoio de uma superfície firme para dar mais segurança e conforto na hora de praticar as posições, porque em algumas você precisa estar de joelhos ou se deitar. Há, adicionalmente, uma série de outros equipamentos para auxiliar o praticante, como cintos, bloquinhos, almofadas, mas o tapete já está suficiente.

6 – Roupa adequada

Escolha aquelas peças de roupa que são mais confortáveis e que você já as usa no dia a dia. Como estamos em casa, não é preciso pensar em combinações de cores e modelos. As roupas mais gastas são as ideais e com certeza não trazem incômodo, não apertam, não atrapalham os movimentos ou interferem na respiração. 

7 – Adapte-se aos movimentos 

Se você não conseguir desenvolver uma posição, pode fazer uma versão mais simples de todas. A maioria das posturas do ioga podem ser alcançadas por qualquer praticante regular, basta disciplina e aplicação. Também existem “variações” de cada postura para praticantes iniciantes, intermediários e avançados. O importante é que o praticante reconheça seus limites e pratique com “Ahimsa” (não violência).

8 – Respeite os limites do corpo

Isso é importante em qualquer situação da vida, não só no ioga. Cada corpo possui suas características únicas, então o praticante, com as devidas instruções do professor, deve estar sempre atento às limitações, até para evitar a se lesionar. No ioga existem diversas posturas de alongamento e torção, então esse é um cuidado que está sempre presente na prática.

9 – Aprenda online 

Hoje existem milhares de canais que orientam tanto para pessoas em níveis mais avançados, como iniciantes, a fazerem ioga em casa. O importante é que você encontre o profissional adequado e que combine com seus objetivos e te instrua da melhor maneira. Há também inúmeros aplicativos que aliam técnicas de meditação à ioga, alguns são gratuitos e outros são pagos. 

10 – Benefícios do ioga para a saúde

Os benefícios da prática regular de ioga são inúmeros. Para começar, a conquista e manutenção de uma boa saúde no geral. Além disso, a modalidade melhora doenças e problemas respiratórios, diminui a ansiedade, melhora a qualidade sono, melhora a disposição e bem-estar, aumenta a flexibilidade e alongamento do corpo e, claro, a pessoa ganha autoconhecimento e paz interior. 

FONTE:https: //fortissima.com.br/2020/07/30/10-passos-para-comecar-a-fazer-ioga-sozinha-em-casa-14835362/