Doenças de pele: descubra as diferenças entre acne e rosácea

Doenças de pele: descubra as diferenças entre acne e rosácea

acne

Acne ou rosácea? Muitas vezes esses dois tipos de doença que afetam a pele do rosto apresentam aspectos bem parecidos. Em casos de rosácea pode haver inflamação, vermelhidão, coceira e bolinhas brancas com pus ao redor do rosto – algo que pode estar presente também na acne. As causas e o tratamento para cada uma, no entanto, são bem diferentes. 

A Fortíssima vai te ajudar a entender as diferenças entre elas e descobrir a melhor forma de cuidar da saúde da sua pele!

Diferenças entre acne e rosácea

A rosácea é uma doença vascular inflamatória da pele que causa vermelhidão e coceira principalmente nas bochechas, nariz, testa e queixo. Ela não tem cura, podendo acompanhar a pessoa por toda a vida, e é mais comum em mulheres adultas

Já a acne é uma doença da glândula sebácea, que produz mais oleosidade e favorece, assim, a contaminação por bactérias presentes na pele. Sua maior ocorrência é entre adolescentes, embora também exista a acne do adulto, presente em pessoas maiores de 25 anos.

Tanto a genética como nossos hábitos são responsáveis pela piora da acne e da rosácea. No caso da primeira, ter pele oleosa, usar maquiagem e filtro solar oleosos, não limpar a pele adequadamente e manter uma alimentação rica em carboidratos refinados e leite podem agravar o problema. 

Na rosácea, o uso de produtos muito oleosos ou substâncias que irritam a pele pode piorar o problema. Além disso, a ingestão de queijos e vinhos e o tabagismo também são contraindicados.

Tratamentos

Há uma enorme gama de tratamentos possíveis para a acne, e cabe ao dermatologista defini-los de acordo com a gravidade de cada caso. “Para quadros leves, pouco inflamatórios (ou seja, com poucas lesões com pus), dispomos de ácidos derivados da vitamina A, os retinóides, que podem ou não ser associados aos antibióticos. Se a paciente é gestante, o ácido azeláico entra na lista de opções permitidas”, explica Kédima Nassif, dermatologista, tricologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 

Já em quadros resistentes ao tratamento tópico, certos tipos de antibióticos orais podem ser associados devido à sua capacidade anti-inflamatória. 

Em quadros de acne em mulheres adultas, uma medicação chamada espironolactona pode ser benéfica. Por fim, a isotretinoína, conhecida como Roacutan, é outra opção para tratamento da doença, desde que conte com o acompanhamento de um especialista. 

Embora a rosácea não tenha cura, Dra. Kédima explica que o tratamento com antibióticos e medicamentos antiparasitários como ivermectina têm gerado bons resultados. Também são usados hidratantes para pele sensível e até botox em microdoses para o controle da vermelhidão da doença. Além disso, o controle da dieta é fundamental, pois certos alimentos pioram o problema.

Cuidados básicos para evitar a acne e a rosácea

– Evitar o tabagismo, assim como o consumo excessivo de leite e alimentos ricos em carboidratos refinados;

– Cuidado com a suplementação usada para performance esportiva: DHEA, testosterona e análogos, Tribulus e whey protein podem desencadear ou piorar o problema;

– Lave o rosto de manhã e à noite com sabonete adequado e não se esqueça da solução adstringente;

– Dê preferência aos filtros solares específicos para peles com algum dos dois problemas;

– Use o ácido mais indicado para sua pele, conforme a orientação do dermatologista;

– Remova totalmente a maquiagem do rosto antes de dormir.

FONTE: https://fortissima.com.br/2019/07/31/doencas-de-pele-descubra-as-diferencas-entre-acne-e-rosacea-14834582/