UNHA ENCRAVADA: TRATAMENTO, CAUSAS E SINTOMAS

UNHA ENCRAVADA: TRATAMENTO, CAUSAS E SINTOMAS

Unha encravada: Tratamento,  causas e sintomas

Uma unha encravada acontece quando as bordas ou os cantos da unha crescem na pele ao lado da unha.
É uma condição comum e pode ser dolorosa, causando inchaço, vermelhidão e, às vezes, infecção. Geralmente afeta o dedão do pé, seja em um ou ambos os lados do dedo do pé.

Sintomas

Os sintomas de uma unha encravada podem ser bastante dolorosos. No início, a pele ao lado da unha pode estar sensível, inchada ou dura. A unha pode se sentir dolorosa em resposta à pressão, e pode haver pele inflamada e crescida na ponta do dedo. A unha encravada também pode vazar sangue e pus branco ou amarelo. O fluido também pode se acumular na área.

Infecções

Quando a unha perfura a pele, as bactérias podem entrar na ferida. Isso pode resultar em infecção. A área afetada fica vermelha, inchada, quente e dolorida. Pode haver sangramento e pus .Se você suspeitar que você pode ter uma unha encravada, é importante manter a área limpa e seca para evitar a infecção. Qualquer pessoa com sintomas de infecção deve procurar ajuda de um podólogo.

Tratamento

As unhas encravadas devem ser tratadas assim que os sintomas aparecem, especialmente se a pessoa tiver diabetes, lesão do nervo no pé, perna ou má circulação no pé. Caso contrário, complicações podem ocorrer.
O podólogo pode remover um pouco da unha que está empurrando a pele.Ele também pode precisar remover uma parte da unha e do leito ungueal subjacente para evitar que o problema volte.
À medida que a unha cresce, o podólogo pode colocar um pedaço de algodão embaixo da unha para impedir que ele se enterre novamente na pele. É importante mudar o algodão todos os dias.



PAPP

A Pasta Afastadora de Pregas Periungueais (PAPP) é um dispositivo siliconado, em forma de pequenos filetes, em tamanhos e espessuras variadas, que é fixado nos sulcos ungueais e subungueais, para aliviar a pressão lateral dos tecidos moles sobre as unhas, abrir espaço para o crescimento normal das lâminas, (e quando da aplicação onicoórtese), recuperar o sulco ungueal perdido por cortes incorretos e/ou matricectomias mal sucedidas e evitar que a espícula lese os tecidos moles periungueais.

CIRURGIA

Se o problema persistir, o podólogo pode recomendar a remoção de parte da unha através de cirurgia. Isso é chamado de avulsão de unha.

Ele cortará as extremidades da unha, para torná-la mais estreita. Eles também podem remover as dobras da pele em ambos os lados da unha. Se isso for feito sob anestesia local, o paciente ficará acordado, mas a área ficará anestesiada para que não sintam mais nada. Em alguns casos, uma anestesia geral pode ser necessária.

Se a unha ficou muito espessa ou distorcida, a unha inteira pode ser retirada, novamente sob anestesia local.
Isso geralmente não é muito doloroso, e a maioria das pessoas pode voltar à atividade normal no dia seguinte .

Fonte: https://www.medicalnewstoday.com/articles/166268.php
 Atlas Podológico – Maria Auxiliadora, pág 33

FONTE: https://www.hmulti.com.br/unha_encravada